O petróleo tem que ser nosso

Por Felipe Prestes

foto: Cadinho Andrade/Ufrgs

foto: Cadinho Andrade/Ufrgs

Ildo Sauer, professor da USP e ex-diretor de gás e energia da Petrobrás, deu palestra extremamente esclarecedora sobre o pré-sal, ontem (1), no salão de atos da Ufrgs. Sauer mostrou o quão importante para o País pode ser a descoberta recente e defendeu a recompra de ações da Petrobrás pelo Governo.

O professor mostrou que a extensão do pré-sal pode ser ainda maior e transformar até o Brasil no grande produtor de petróleo do mundo. Ele afirma que essa fonte de energia deve se esgotar e, portanto, a herança que podemos deixar para as próximas gerações não é o uso do óleo, mas saber utilizar o enorme excedente econômico para promover o bem-estar da população.

Para tanto, Sauer não defende que seja criada uma nova estatal, mas que a Petrobrás vá se reestatizando. “A estrutura organizacional e a capacitação de recursos humanos que a empresa tem não se adquire da noite para o dia”, afirma. Esse intento pode ser atingido se o Governo for colocando mais capital na empresa, amortizando a importância dos demais acionistas e recomprando ações.

O discurso de Sauer vai contra as ideias liberais de que é preciso enxugar as folhas salariais e varrer a participação estatal da economia do País. Tanto que ele atribui a auto-suficiência em petróleo, conseguida nos últimos anos, ao capital humano cultivado pela empresa. Mostra ainda que o grande salto da Petrobrás nos últimos anos coincide com um aumento de quase 20 mil funcionários, o tal “inchaço” que acusa a mídia elitista.

O professor alertou para os perigos das leis recentes aprovadas pelos governos de FHC e Lula. Agora, o petróleo encontrado em solo brasileiro pertence ao povo brasileiro, mas a partir do momento em que for retirado pertence a quem o fez e o Governo pode promover leilões e outorgar concessões, além de a Petrobrás realizar parcerias com outras empresas.

“A Petrobrás é quem possui a tecnologia para furar e extrair o petróleo, temos que parar imediatamente de realizar leilões”. Ele lamenta que mesmo o governo petista ceda freqüentemente a pressões de grandes grupos econômicos.

Sauer fez ainda acusações graves. Disse que onze engenheiros portadores de segredos empresariais sobre o pré-sal saíram da Petrobrás, seduzidos por uma empresa privada. Em seguida, esta empresa arrematou um bloco para extração em uma área do pré-sal. “Essa empresa e esses engenheiros precisam ser responsabilizados”, cobrou.

Foi interessante perceber na palestra que há no Brasil alguma luz de política de Estado, coisas que perduram mesmo entrando e saindo governos. A luta pelo petróleo tem início nos anos 40 e 50, quando sequer sabíamos se havia quantidade significativa em solo brasileiro. Ao longo de mais de meio século, a Petrobrás conseguiu elevar o Brasil à auto-suficiência e agora pode colocar o país no hall dos grandes produtores mundiais.

Essa luta também foi marcado em seu início por ampla participação popular. Foi o povo nas ruas que garantiu a criação da Petrobrás. Sauer ontem conclamou o povo brasileiro a lutar novamente para que os polpudos excedentes econômicos que virão do pré-sal se tornem capital humano, como educação e saúde.

Eu já aderi à campanha.

Anúncios

2 Respostas para “O petróleo tem que ser nosso

  1. olha eu achei uma coisa otima ,espero que com esse petroleo achado nos podemos ser um pais desenvolvido que nem os Estados Unidos

  2. tipo assim e uma boa esse petroleo ,mais todos esperam que seja uma coisa boa para nosso pais e nos possamos ter mais recursos e como a aline disse que nos possamos ser um pais + desenvolvido

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s