Almir Sater, um artista diferenciado

 sater

Por Felipe Prestes 

 

Apesar de alguns problemas com a (falta de) organização, e de casamentos que foram à ruína, o show de Almir Sater foi o que se esperava de um músico de alto nível. Com o Salão de Atos da Pucrs lotado, o pantaneiro tentou dosar os grandes sucessos com números instrumentais, e algumas poucas canções mais recentes.

 

O “problema” é que os sucessos são muitos na carreira de quase trinta anos. Para quem conhece mais a obra de um músico sempre acontece de querer ouvir aquelas canções que são muito boas, mas pouco conhecidas – desejo que raramente é satisfeito, como não pode ser no show de 1h40min de duração.

 

Os hits como “Peão”, “Tocando em Frente”, Um violeiro toca”, “Comitiva Esperança”,  “Chalana” foram  executados com arranjos refinados – sem perder a simplicidade –  por um time de músicos que incluía dois violões, acordeon e a irmã de Sater, Gisele, nos backing vocals. Na bateria e percussão, o experiente Papete, que já tocou com vários grandes nomes da música brasileira, nos brindou com sua excelência.

 

Foi também a oportunidade para escutar ao vivo um instrumento que, com o atual cenário da música sertaneja, fica cada vez mais difícil de ver em Porto Alegre. A viola de Almir Sater mostrou-se versátil, passeando pelo blues, country e rock n’ roll, sem esquecer dos ritmos dos sertões brasileiros como o pagode de viola. É notável também como toda a bacia dos rios da Prata, Uruguai, Paraná e Paraguai compartilha de cultura musical semelhante, com os ritmos tocados lá para as bandas da Bolívia, do Paraguai e dos Mato Grossos sendo muito parecidos com o chamamé da fronteira entre Rio Grande do Sul e Argentina.

 

Por fim, não é difícil entender por que Almir Sater deixa o mulherio tão exaltado em seus shows. Afora ter sido galã de novelas, o músico é simpático, bom de papo, e faz o tipo que fica envergonhado com o assédio – mas parece ser mesmo um cara simples. Além disso, mostrou que não só é um grande músico como também um ótimo cantor. Sater é uma figura diferenciada no palco e um dos raros artistas que consegue no Brasil ser autêntico e ter alguma popularidade.

Anúncios

2 Respostas para “Almir Sater, um artista diferenciado

  1. se ele vier de novo, avisa.

  2. Pódexá, Arbo!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s